Postagens

Mostrando postagens de 2017

Abre aspas

“Se os homens são puros, as leis são desnecessárias; se os homens são corruptos, as leis são inúteis.” (Thomas Jefferson)

Apartidarismo

Imagem
Assim como a Lava Jato é cada vez mais apartidária, sejamos também ao escolher os próximos representantes. Nunca tive partido. Se tivesse, seria o PDT porém, desde que comecei a me interessar por política - ainda menos do que deveria - percebi que nem sempre o projeto, estatuto e diretriz do partido eram inversamente proporcional as atitude e o dia-a-dia dos políticos. Então, desde sempre procuro crer na pessoa, e assim defino meu voto. Errei várias vezes...(ou seja, isto não é garantia de nada) No entanto estamos vivendo um momento político peculiar. Quinta-feira a BBC Brasil publicou a opinião de cientistas políticos que concluem que a Lava Jato reforça caráter 'apartidário' com lista de Fachin. Isto porque se num primeiro momento diziam que era uma perseguição exclusiva ao PT, hoje vemos que ninguém está escapando das garras do STF ainda que o PT tenha o maior número de investigados (20), seguido por PMDB (16), PSDB (13) e PP (9). Onze partidos completam a lista. 65% fazem p…

Oscar 2017

Imagem
Uma pena o que aconteceu domingo. Nunca saberemos se o que houve foi mesmo um equivoco ou manobra política. Penso como Paulo Cruz:  "ser livre é também ser preterido, e cobrar reparação perene é voltar à escravidão". Ou seja, meritocracia independentemente de credo, raça ou opção sexual. Respeito em mão dupla. O episódio envolvendo o Oscar de melhor filme deixa uma interrogação incomoda. Tratam-se de dois grandes filmes segundo a crítica especializada, cada um com sua temática distinta. Dizer que um é inquestionavelmente melhor que outro só quem vive cinema 24 horas pode fazer com justiça. Particularmente fiquei contente com o resultado porém, a lambança no anúncio remete a dúvida se foi mesmo um engano ou a política falou mais alto depois do que aconteceu em 2016? Explicou-se e nominaram um culpado mesmo assim paira uma dúvida cruel. Nunca saberemos...

Ontem (2016)

Com as conclusões do ano que terminou consigo ser otimista com 2017.
Não foi fácil o ano que passou. Recessão, desemprego e descrédito do país perante o mundo. A fonte até então inesgotável, secou em todos os âmbitos. Mesmo assim, diante de tantas coisas parece-me que foi possível destacar pontos positivos os quais podem fazer surgir um novo Brasil, a tal luz no fim do túnel. Das torneiras das prefeituras e dos estados não sai nada e isso fez com que os governantes se desdobrassem para honrar o mínimo possível dos compromissos. E foi (e está sendo) penoso. Pelo menos parece que o "jeitinho" para fazer as coisas acontecerem está sendo deixado de lado. Quem assumiu agora percebe que terá de ser criativo para tocar sua gestão. E o erro está sendo punido. Se num primeiro momento pensava-se que era um movimento contra o PT. Os capítulos seguintes mostraram que independentemente de sigla, quem andou fora do trilho pagará a conta. Claro, tem muito peixe grande na fila para ser fi…