Operação Tartaruga

Precisamos andar juntos, não podemos esquecer que uns dependem dos outros em tudo. É regra fundamental para as coisas darem certo, só assim faremos o mundo um pouco melhor.
O protesto realizado pelos rodoviários da Capital gaúcha reinvidicando reposição salarial - a operação tartaruga -  parece-me pouco inteligente. Não sou contra o fato em si, reconheço a luta mas é preciso prioritariamente justificar o pedido além do surrado argumento das perdas retroativas pois isto deveria ser automático.
O ser humano é um eterno insatisfeito: o carro do vizinho é melhor, o emprego do amigo tem mais benefícios, a mulher / marido dos outros são mais bonitos...Não seria o salário, ideal se até mesmo o de senadores, prefeitos e magistrados não o são.
Porém, prejudicar a população não resolve, ao invés de apoio, acaba gerando um mal-estar com os usuários. Se os profissionais por exemplo em sua totalidade prestassem um serviço de qualidade, cumprissem horários e respeitassem idosos teriam simpatia e apoio popular ao que almejam.
A maioria das pessoas esquecem do que assinam nos contratos de trabalho, códigos de ética profissional e treinamentos ou sequer lêem. No começo, energia, proatividade, empenho e dedicação, aos poucos, influenciados ou não, entram na zona de conforto e muro de lamentações.
Inverter a lógica e buscar satisfação no que se faz é o caminho. Dentro daquilo que gostamos, o bem-estar e remuneração satisfatória, tornan-se consequência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)