Dinheiro acima de tudo.

Sou colorado, torcedor e acompanho a dupla Grenal, especialmente sempre mas, o mundo do futebol é mesmo surreal e deve ser encarado tão somente como entreterimento.
Os casos Ronaldinho Gaúcho e Jonas provaram que é assim que tem de ser. Palavras não valem mais nada. Perguntem a Assis. E romantismo, apego a instituição, respeito ao torcedor, pra quê?
Lógico que os 'micos' do Grêmio tem muito haver, na minha opinião, com ingenuidade, despreparo e, no caso do Jonas, descaso. Acreditaram que um amava o clube e que o outro estava em 'casa'.
A imprensa faz de tudo para equilibrar as duas instituições mas é inegável que, no aspecto gestão o Internacional está anos-luz a frente. O que não quer dizer absolutamente nada quando a bola rolar de verdade mas os fatos falam por si. Que venha a Libertadores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)