Aonde estamos indo?

O que mais é preciso acontecer para percebermos o quanto estamos destruindo o que é nosso?
A tragédia no Rio de Janeiro é muito triste, impressionante e assustadora. A ação do tempo nos deixa totalmente impotentes e sem alternativas. Ainda assim, sabemos que, se tivéssemos um comportamento diferente e uma preocupação maior pela natureza, os números desse absurdo seriam bem menores.
E aqui bato na tecla a qual defendo. Educação é a base de tudo.
Percebam o lixo que vem à tona nessas enchentes, aconteceria tanta tragédia se os esgotos funcionassem? Isso é só um exemplo.
Os governantes tem sua parcela de culpa mas quem faz o dia-a-dia e movimenta o PIB do país?
Infelizmente quem não tem acesso a informação - outra meia-verdade nos dias hoje - limitado em sua ignorância, não percebe que atitudes como essas volta-se contra si e quem tem o privilégio da cultura formal, enclausura-se em seus condomínios de cercas elétricas como se só eles fossem importantes.
Porém, assim como um precisa do outro, todos necessitam entender que o planeta - seu lar universal - clama, implora, chora e grita por atenção e respeito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)