O poder da superexposição

Fantástica a mídia. Até Dilma cresce nas pesquisas.
É certo e natural a facilidade de pessoas públicas se tornarem políticos. A exposição frequente é, por si só, um trunfo inabalável que, bem aproveitado, faz milagres.
Há pouco tempo, pensara que Dilma sequer chegaria ao segundo turno, mas, a "vontade política" do presidente Lula pode fazer a diferença com a mão amiga virtual e televisiva.
Pouco importa a história, se é Dilma ou Estela, - será que os adversários vão expor esse lado da Dilma? - o que importa é o que se vê na TV e o quanto se vê. E agora, fora do ministério, dá-lhe Caravana, viagens e cobertura.
Não mudei de opinião: neste ano não votarei nem em Dilma, tampouco em Serra. Mas a tendência sugere ser bem possível imaginar, nesses dois, um segundo turno.
A menos que Marina Silva ou algum outro candidato surpreenda, ou ainda se o povo também conhecido como eleitor, quiser mesmo mudar o país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)