Quando a política transcende a razão.

A greve do professores é justa? Pode até ser. Mas o momento o qual se instala revela descaso com os alunos, pais e sociedade em geral e o mais grave: a causa política é prioridade.
Jamais serei contra os professores. Entendo sua luta, o quanto são devalorizados não só financeiramente mas moralmente, o que é ainda pior, e claro, devem reinvidicar seus direitos sempre, acima de qualquer coisa.
Mas o momento e a forma com que a coisa acontece é que me deixa com a "pulga atrás da orelha". É política essa greve, acima de tudo, concluo. Como podem não se preocupar com o final de ano de milhares de alunos. Não percebem que tudo isso causa um efeito contrário?
A cautela e o bom senso devem prevalecer em alguns casos e esse é um deles. Que não retomem o ano letivo então até chegar ao que querem. Faça algo de uma forma que a população possa apoiá-los pois assim, por mais que se concorde com essa luta, ficamos, em algumas situações, incrivelmente do lado dos políticos de direita.
Não que não o devemos ser, mas que é estranho é...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)