Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

Hino Rio-grandense

Letra: Francisco Pinto da Fontoura
Música: Joaquim José de Mendanha

Como a aurora precursora
do Farol da divindade,
foi o vinte de setembro
o precursor da liberdade.

(Estribilho)
Mostremos valor constância
nesta ímpia e injusta guerra;
sirvam nossas façanhas
de modelo a toda a terra.

Mas não basta p’ra ser livre
ser forte, aguerrido e bravo;
povo que não tem virtude
acaba por ser escravo.

Lula e os pobres

Ao atribuir aos menos favorecidos financeiramente pela retomada econômica do Brasil, o presidente pode estar, sob certo aspecto, tendo uma avaliação correta da situação atual. "Pobre nasceu pra levar na cabeça" - mas, o que seria do martelo se não existisse o prego? Lula disse hoje que o Brasil sobreviveu à crise graças aos mais pobres leia+ e não deixa de ter razão. Somos nós quem pagamos a conta mesmo. O pobre que ele fala não é o coitado que mendiga bolsa-família, é sim, as classe b e C em especial que vivem na "corda-bamba" num desatino para não entrar na fila do benefício federal. Esse sofre! Sofrimento este reconhecido pelo nosso maior representante nas palavra proferidas nesta data: — O PIB demonstra que a economia brasileira está se recuperando; — Este país estava muito mais preparado do que os Estados Unidos e União Europeia, porque o povo fez sacrifício; — Muitas pessoas preferiram acreditar numa mentira bem contada do que numa verdade nua e crua; e por fim: — Gra…

Novo Sinal

Uma bela iniciativa para um povo que acima de tudo precisa é de educação.
Porto Alegre tem um novo sinal de trânsito. Ele é fácil de fazer, fácil de entender e veio para melhorar o nosso dia a dia, ajudando o pedestre a atravessar a rua na faixa e deixando o trânsito da cidade mais seguro para todos. leia+ Se vai dar certo é outra história. No mundo tem lugares em que dá certo. Até mesmo no Brasil, pasmem! Há localidades em que basta o cidadão pisar na faixa de segurança que os motoristas param automaticamente. O Rio Grande do Sul que sempre foi exemplo de um bom nível cultural do cidadão, de políticos honestos e de refino, mostra-se agora, mesmo que tardiamente diante do que possa ser exemplo de boas maneiras. Eu farei minha parte. Como pedestre e motorista. E você?