Planos de saúde


As facilidades anunciadas soam como um boa notícia, num primeiro momento, vê só vantagens mas,tem as letrinha pequenas!

Portabilidade é a palavra da moda. E como tal chegou aos planos de saúde, os clientes de planos individuais, familiares ou exclusivamente odontológicos não precisam mais cumprir carência para mudar de operadora. Mas há restrições:
*O cliente tem que estar em uma operadora;
*não pode ter dívidas com ela;
*tem que estar no mesmo plano há pelo menos dois anos;
*tem que fazer o pedido na data de aniversário do contrato ou no mês seguinte;
*o plano tem que ter sido contratado após 1999, data em que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) passou a regular os planos do País.

Nada absurdo, mas, com certeza, causará uma série de negativas àqueles que ficam só na mannchete.
Para auxiliar na implementação na nova medida, a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) já disponibiliza em seu site o Guia da Planos de Saúde, um sistema on line com seis mil planos comercializados por aproximadamente 900 operadores em atuação no País. No endereço eletrônico, o consumidor pode pesquisar e comparar as diferentes opções e, assim, escolher o plano que deseja contratar.

Vale a pena dar uma conferida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)