Febre amarela

Atenção, prudência e informação acima de tudo é o que devemos ter tanto a essa febre quanto a gripe suína.
Um turbilhão de informações invade nossos lares nos últimos dias desde a primeira nota primeiro, sobre o evento no México depois, dos bugios encontrados mortos em Guaiba. É sério, mas também é preciso calma e dicernimento para definir prioridades, e elas existem e precisam ser respeitadas. Infelizmente muitos não tem compreendido assim.
Entender os eventos, suas diferenças é fundamental para tomar decisões acertadas e, aos poucos, se imunizar com tranquilidade, e queira Deus que possamos fazê-lo dessa forma até o momento em que ouvirmos ter a saúde novamente, tomado as rédeas da situação.
No Estado, temos a febre amarela com característica silvestre - e esse é o principal problema gaúcho - por essa razão, a zona rural da Capital (regiões Extremo Sul, Restinga, Lomba do Pinheiro, Ilhas, Agronomia e Morro Santana) passou a ser considerada área ampliada de vacinação e a população dessa região está sendo imunizada — explicou o secretário municipal de Saúde, Eliseu Santos.
No feriado de 1º de maio, oito unidades estarão abertas para vacinação contra a febre amarela:
POSTOS DE VACINAÇÃO - Unidades que estarão abertas no feriado, 1º de maio
PSF Ilha dos Marinheiros - Rua Sra. Rita de Cássia s/n
PSF Ilha da Pintada - Avenida Presidente Vargas, 390
UBS Macedônia - Avenida Macedônia, 236
UBS Lami - Rua Nova Olinda, 202
UBS Panorama - Estrada João de Oliveira Remião, 6505
UBS Belém Novo - Rua Florência Faria 195
UBS Restinga - Rua Abolição, 850
Pronto-atendimento Lomba do Pinheiro - Estrada João de Oliveira Remião, 5120
As informações são da Prefeitura de Porto Alegre e estão no ClicRBS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)