A igreja católica


Entre razão e emoção, fico com a segunda opção. É ela, a razão que elimina cada vez mais católicos.
É praxe dizer-se católico, quase uma consenso, nossos filhos precisam batizar-se e fazer a primeira comunhão, pelo menos. Comigo foi assim, e minha filha segue a filosofia por tradição, não mais que isso.
Com o passar do tempo e com o conhecimento, tornano-mos questionadores dos fatos e a racionalidade dificulta-nos entender a doutrina católica.
Não sou um São Thomé, mas preciso entender o porquê das coisas, a razão, o motivo e por consequência, aceitar aquela verdade pela lógica e não dogma.
O caso da excomunhão dos médicos e da mãe da menina de 9 anos (leia+) e principalmente, a classificação de apenas "pecado gravíssimo" quanto ao ato do padrasto causa revolta e fere a razão.
Será que Deus, justo e bom como é, pensa dessa forma?
Qual a explicação e lógica racional para sustentar esse conceito?
Enquanto a igreja procura respostas lógicas para os fiéis, estes vão se ausentando e esvaziando os templos católicos mas ainda sim, por tradição, assumem-se cristãos.
E racionalmente, penso que são, pois para ser cristão, por lógica, não precisamos ser católicos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)