Negritude!


A cor da pele jamais será esquecida pela mídia. Principalmente no Brasil.
O fato de ser negro ajudou muito Barack Obama. Mesmo que tenha sempre tentado se desvincular dessa característica, a mídia fez o favor de torná-la evidente a todo o instante. É verdade também que, se não fosse o atual presidente número um do mundo um pessoa inteligente, persuasiva, enfim, capaz, os próprios democratas não o teriam deixado se "criar".
No entanto, a notícia de que Primeira governadora negra do Brasil vai encontrar Obama publicada no Folha Online de hoje (leia+) sugere cuidado de quem coordena e monitora essas decisões.
Sou negro e me orgulho muito das conquistas da raça, mas tais devem ser somadas a coerência e competência, isso no mínimo e sem deslizes.
A notícia em destaque poderia muito bem ser assim mancheteada:
Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro vai se encontrar com Obama. Afinal, esse é o fato. Mas não condeno o veículo, pois, dessa forma causa impacto e faz com que o leitor leia matéria.
Cuidado deve ter quem determina esses acontecimentos, porque aquilo que é positivo e dá orgulho a todos pode ser usado justamente para justificar o erro, o engano ou até mesmo uma inconpetência e aí não será mancheteado em letras garrafais mas, subentendido nas entrelinhas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)