O retrato da crise

A crise ainda não se sabe que rumo tomará tampouco como e quando terminará. Sabe-se no entanto, que será preciso muito mais do que rezar para que os dias melhores retornem.

A coluna de hoje de Elio Gaspari dentre outros assuntos mostra duas situações que revela os reflexos da crise e o que ela está fazendo com a população:

•Um brasileiro passou por Miami e precisou comprar uma mala. Entrou numa loja e foi abraçado pelo dono: “O senhor é o primeiro cliente a entrar aqui em duas semanas. Eu tinha oito empregados, tive que dispensá-los e estou cuidando sozinho”.
•O curioso decidiu testar o andar de cima. Foi a uma revendedora da Mercedes Benz e perguntou o preço de um modelo E 350. Custava US$ 60 mil. Quando ele estava perto da porta, o vendedor disse que baixava para US$ 36 mil.

É preciso vender, girar o estoque, renovar, atualizar, lucrar e aí é que entra os governos.

O apoio estatal deve ser a mola mestra dos próximos dias para que tenhamos de uma sobrevida nessa crise que mostra situações de desespero em algumas áreas.

Que Natal!

Que Final de ano!

Deus, ajude o Obama nessa!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)