Separatismo


Tem momentos em que me considero mais gaúcho do que brasileiro. Se tivéssemos nos separado do resto do país, como sugeriu Irton Marx estaríamos livres do preconceito e inveja do eixo Rio-SP.
Ou não!

O caso envolvendo os três atletas do Grêmio e o STJD revela não só que somos minoria, mas principalmente o quanto incomodamos quem detém o poder.

Sei, o assunto é futebol, mas podemos (e devemos) levar sim para o lado político. Tantas situações em que somos prejudicados, preteridos ou simplesmente menosprezados que chega a ser ridículo. Se o tema não repercute, ou alguém de lá não tem piedade ou vergonha nada acontece em nosso favor. Temos que provar constantemente o quanto somos bons e, mesmo assim, não é suficiente para que sejamos reconhecidos. É a sina dos pampas...

Revoltante!

A propósito sou colorado mas, solidarizo-me com os gremistas até porque em 2005 passei por situação semelhante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)