A fome no mundo


A Organização das Nações Unidas (ONU) marcou, para o início desta semana, reunião de emergência na Suíça para debater a fome no mundo e a alta exagerada no preço das commodities. O drama, 'global e real', segundo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, exige medidas urgentes. O problema também está se refletindo no Brasil, acusado de se dedicar mais à produção de etanol e deixar de lado a de alimentos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu, no fim de semana, e disse que a acusação é falsa, 'coisa de rico', e culpou o alto preço do petróleo, que encarece o frete e os fertilizantes, pela crise dos alimentos.

Economistas, técnicos e especialistas brasileiros informam que a escalada nos preços dos alimentos – que também acontece no Brasil em alta dosagem – ameaça a meta de inflação. Eles alertam que o maior comprometimento da renda das famílias de menor poder aquisitivo, nas quais a alimentação consome até um terço das despesas mensais, pode ter reflexos no nível de inadimplência e no ímpeto de compra dos brasileiros.


Extraído do jornal Correio do Povo 27/04/08

Esse assunto está cada vez preocupando as autoridades mundiais e serve de alerta a todos.

*Afinal, o governo Lula com o seu ''fome zero'' foi o precursor no combate ao tema?

*O que as autoridades e a sociedade de fato podem fazer para impedir essa tragédia mundial?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)