Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2008

A fome no mundo

A Organização das Nações Unidas (ONU) marcou, para o início desta semana, reunião de emergência na Suíça para debater a fome no mundo e a alta exagerada no preço das commodities. O drama, 'global e real', segundo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, exige medidas urgentes. O problema também está se refletindo no Brasil, acusado de se dedicar mais à produção de etanol e deixar de lado a de alimentos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu, no fim de semana, e disse que a acusação é falsa, 'coisa de rico', e culpou o alto preço do petróleo, que encarece o frete e os fertilizantes, pela crise dos alimentos.
Economistas, técnicos e especialistas brasileiros informam que a escalada nos preços dos alimentos – que também acontece no Brasil em alta dosagem – ameaça a meta de inflação. Eles alertam que o maior comprometimento da renda das famílias de menor poder aquisitivo, nas quais a alimentação consome até um terço das despesas mensais, pode ter reflexos no nível …

A China que não conhecíamos

Por Nilton Neco, Presidente do Sindec
A visão que eu tinha da China com relação ao trabalho era semelhante à da maioria dos brasileiros: exploração, trabalho escravo, infantil, ausência de legislação trabalhista e possibilidade nula de um sindicato se organizar para combater tudo isso. Depois de participar do Fórum Internacional de Desenvolvimento Sustentável da Economia e da Sociedade, Trabalho Decente e Sindicatos 2008, ocorrido em Pequim, em janeiro, com outros 13 dirigentes sindicais brasileiros, percebi que meus olhos estavam um tanto "embaçados".
Saímos do Brasil representando os setores metalúrgico, de alimentação, de serviços, de calçado e vestuário, da indústria de brinquedos, da indústria química e do comércio – alguns dos mais afetados pela entrada dos produtos chineses no Brasil – dispostos e levar um pouco da nossa "civilidade" àqueles até então exploradores. O que encontramos foi uma estrutura altamente organizada com relação à legislação laboral e estr…

Código Penal

Morte de Isabella retoma discussão de mudança no Código Penal do país Flavia Bemfica / Correio do Povo O assassinato de Isabella Nardoni, de 5 anos, que foi espancada, asfixiada e jogada pela janela do sexto andar do prédio onde residia seu pai, em São Paulo, voltou a gerar debates sobre a possibilidade de reforma no Código Penal Brasileiro e as diferenças entre as punições previstas para casos de homicídio culposo e homicídio doloso. A linha de investigação seguida pela Polícia, amparada por evidências periciais, aponta como suspeitos o pai da menina, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, indiciados na sexta-feira por homicídio qualificado. As discussões tiveram início depois que aumentaram as evidências do possível envolvimento do casal, que nega a participação, no crime. Para casos de homicídio culposo (aquele em que não há intenção de matar) a pena prevista (de um a três anos de prisão) é relativamente branda. Já os casos de homicídio doloso (quando há intenção de m…

Artigo

Sem educação não há desenvolvimento

por Jorge Gerdau Johannpeter*

A gestão eficiente de recursos, a valorização dos professores e o foco no aprendizado são essenciais para que se alcance um ensino público de qualidade. Recente pesquisa realizada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com o apoio do Ministério da Educação, identificou 37 municípios brasileiros que conseguiram obter notas acima da média no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Quatro deles são gaúchos: Arroio do Meio, Horizontina, Farroupilha e Sapiranga. Não houve solução mágica, e sim uma ação coordenada e bem executada que demonstrou resultados animadores. Infelizmente, esses municípios representam a exceção, como mostram tanto os indicadores nacionais quanto os do Estado do Rio Grande do Sul. Em uma escala de zero a 10, a média nacional no Ideb ficou em 3,8, e a do Rio Grande do Sul, em 4,2. Apesar de apresentar um nível um pouco superior, nosso Estado ainda está aquém do desejado. Ao nos…

Operação gabarito

O Ministério Público Estadual (MP) divulgou diálogos gravados nas investigações da Operação Gabarito, que apura irregularidades em concursos públicos em cem municípios gaúchos.
Nessas conversas interceptadas pelo MP, representantes das prefeituras de Herveiras, Paim Filho, Vanini e Rio dos Ìndios negociariam a inclusão de determinadas pessoas para as vagas nos concursos.
Esse escândalo põe não só em dúvida a legitimidade quanto a esse concursos como escancara um disparate contra quem, com todas as forças, estuda, trabalha e paga para disputar uma sonhada vaga no serviço público.

Depois de tudo isso, ainda é possível acreditar nesses concursos?

Uma ótima semana a todos!

Vergonha

Futuro prefeito de Novo Hamburgo vai receber quase R$ 19 mil mensais Os vereadores de Novo Hamburgo (RS) aprovaram nesta quinta-feira projeto que prevê aumento de 6,4% no salário do prefeito e do vice do município. O dinheiro recebido pelo administrador da cidade já é desproporcional à média das cidades brasileiras, e ficará ainda pior. Atualmente, o prefeito recebe R$ 17.760,68. O valor pulará para R$ 18.895,72. É muito mais que a soma dos R$ 11 mil recebidos pelo presidente Lula e os R$ 7 mil da governadora Yeda. O terceiro mundo é aqui na violência, na falta de educação e na pobreza. Já o primeiríssimo mundo está presente, bem representado em Novo Hamburgo, onde o prefeito da cidade vai receber cerca de US$ 10 mil mensais, algo digno dos gestores de megalópoles como Nova Iorque e Paris. Enfim, a decisão da Câmara da cidade envergonha a maioria dos gaúchos e brasileiros. fonte: diegocasagrande.com.br

Sucessão presidencial

O presidente Lula tenta de todas as formas arrumar um sucessor à altura para continuar com o seu "espetáculo do crescimento". Eufórico com seu excelente desempenho nas pesquisas, imaginava ser capaz de eleger até um poste, conforme a conclusão de Elio Gaspari num de seus últimos artigos. A aposta em Dilma Rousseff parecia não só clara e evidente mas, possível. No entanto os últimos episódios envolvendo a ministra acabaram enfraquecendo tal alternativa. Tanto que Ciro Gomes já se assanha como próxima cartada conforme matéria da revista Isto é dessa semana. No embalo desse tema, não falta quem acredite em uma manobra política fazendo com que o próprio presidente se torne candidato num possível terceiro mandato. Seu vice apóia essa idéia. Pergunto ao amigo(a): Qual seria o sucessor ideal de Lula? Lula conseguiria eleger um sucessor ou o "espetáculo do crescimento" não tem mais espaço? Uma ótima semana a todos!

Inter - 99 anos de glória!