Televisão

Temos liberdade, só devemos exercê-la!
Nesta terça-feira a noite assistindo televisão revezava-me entre os programas Observatório da Imprensa da Cultura e o Conversas Cruzadas da TVCOM quando, de repente, um grito eufórico extremesse o prédio onde moro. Pensei que era jogo do Inter mas não. Minha esposa "matara a charada". Era a final do Big Brother.
Gostaria de saber o que tem de positivo nesse tipo de programa. Alguém sabe?
É estranho ouvir as pessoas, por exemplo, falarem mal do Faustão, mas, assistirem seu programa. Reclamarem da novela tal, mas, não perder um só capítulo.
Ou estou muito velho, ou os programas de antigamente eram mais interessantes. Confesso que já assisti muitas novelas no passado. A primeira edição do BBB, sabia o nome de quase todos os participantes, tentei ver essa minissérie Queridos amigos da Globo mas, não consegui terminar o primeiro capítulo.
Esse desprendimento que tenho, gostaria que mais pessoas tivessem. Se não gosto, não vejo e pronto!
Existem boas alternativas, mesmo na TV aberta!
Não nos permitimos mudar e isso é muito triste.
O controle remoto que está nas nossas mãos é uma poderosa armas capaz até de melhorar a qualidade da nossa programação.
Depende de nós!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)