Pelé

A arrogância de Pelé prejudica sua imagem e põe em dúvida sua importante contribuição no futebol brasileiro.

Nasci em 1970 e, por isso, não acompanhei de forma intensa o futebol daquela época.
Em entrevista ao Esporte Espetacular de hoje, Eusébio, principal jogador da história do futebol português, astro da Copa do Mundo de 1966 revelou achar que Garrincha foi melhor que Pelé.
O programa, jornalisticamente, foi ouvir o brasileiro que disparou:

-Olha, estive com Eusébio no evento da Fifa e ele não falou nada disso comigo!

Mas será que neste encontro eles falaram sobre esse assunto?
Não gosto do Pelé e esse é um dos motivos. Nessa situação, o mínimo que eu esperaria dele seria dizer por exemplo, que respeita a opinião de Eusébio mas, pensa diferente.

De todos os registros que vi e li até hoje concluo também que Garrincha foi muito melhor do que Pelé, a grande diferença é que, o Edson Arantes do Nascimento teve a sorte, boa índole e foi cercado das pessoas certas que contribuiram com sua evolução pessoal e profissional.

Infelizmente não vejo e nunca vi Pelé fazer esse registro tampouco, aceitar opiniões contrárias, aí talvez até por influência da mídia que, praticamente adotou o craque e tratou de santificá-lo esquecendo-se de tantos outros colaboradores.

A história de Pelé, sua participação no futebol brasileiro e internacional, elevando o nome de nosso país para o resto do mundo, dentro e fora do campo, foram e são louváveis. Nesse aspecto, é indiscutível sua importância.
Agora, nem por isso, somos obrigados a achá-lo o "melhor do mundo", ou "o atleta do século" e se ele, pelo menos, aceitasse opiniões contrárias, poderia até quem sabe, atenuar sua imagem arrogante e assim aumentar o números daqueles que o consideram the best.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)