Educação


UM QUADRO PREOCUPANTE NA EDUCAÇÃO
Uma pesquisa realizada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão ligado ao Ministério da Educação, destacou que as maiores queixas dos diretores de escolas das redes estaduais, municipais e particulares se referem à falta de recursos e à indisciplina dos alunos, realidade comum a todos os estabelecimentos de Norte a Sul do país. As questões foram tabuladas a partir de questionários distribuídos aos diretores por meio do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Os números indicaram que a questão financeira foi o principal item também citado por 67% dos dirigentes da rede municipal e 60% dos diretores da rede privada.
Por outro lado, a indisciplina foi apontada por 64% dos diretores das escolas estaduais e por 54% dos que dirigem escolas municipais. O índice de reclamação dos diretores das particulares foi de 47%. Também a falta de recursos pedagógicos foi relacionada pelos dirigentes das escolas estaduais e municipais, com 67% e 56%, respectivamente. Esse problema foi menos sentido na rede particular, com 19%. Questões não menos importantes foram as constantes faltas dos alunos e dos professores, além das freqüentes paralisações de atividades, em escala muito superior ao que ocorre no ensino privado. Num cotejo com outros anos, verifica-se que esses problemas são recorrentes desde 1995, sempre com maior incidência nas redes públicas ante a rede privada.
Uma outra queixa é sobre a pouca autonomia das escolas sobre as verbas que chegam aos estabelecimentos de ensino, as quais já vêm com fins predeterminados, sendo a maioria das vezes direcionadas para manutenção do patrimônio, pouco sobrando para investimentos na área pedagógica. O cotidiano das escolas ainda carece de um melhor acompanhamento.
Pelo estudo, vê-se que são muitas e variadas as questões a impedir que haja uma educação de qualidade. A prioridade a ser dada a ela ainda está nos discursos das campanhas eleitorais. Todavia, é de se desejar que o estudo do Inep sirva como subsídio para uma mudança dessa realidade. Melhorar a educação é melhorar o país.
Fonte: Correio do povo (editorial 16/fev/08)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Octo

O primeiro mês do ano

Ontem (2016)